Amber Heard, atriz de Hollywood, assumiu que namora um mulher. "Eu pessoalmente acho que se você nega alguma coisa ou se você ocultar algo você está admitindo que é errado. Eu não sinto que estou errada", disse a revista Women's Health

Esse foi um questionamento feito por uma das leitoras que passa por aqui. Não é um assunto fácil e nem tenho a pretensão de revelar alguma verdade absoluta, até porque ela não existe. É algo muito particular.

A leitora me disse que se sentia 30% atraída por homens e 70% atraída por mulheres. A sua teoria é bem simples: ela se sente atraída por alguns homens, mas não conseguiria ter um relacionamento sério com eles. As mulheres são a sua verdadeira paixão.

Achei muito interessante a explicação dela. Mas precisamos lembrar que mudamos muito à medida que o tempo vai passando. Vou dar o meu exemplo. Sempre namorei homens e só sentia desejo por mulheres. Esse desejo se limitava apenas ao beijo. Eu nunca havia fantasiado uma relação sexual com uma mulher e achava que isso nunca iria acontecer. Foi então que alguns anos se passaram e tudo mudou. Hoje namoro uma mulher e não me vejo mais tendo um relacionamento com um homem.

Nós mudamos constantemente. Alfred Kinsey, um dos maiores estudiosos no assunto (leia esse post para entender melhor) já falava sobre isso. Ele dizia que dependendo do período da sua vida você poderia deixar de ser heterossexual para se tornar bissexual, por exemplo.

Mas tudo são possibilidades. E o destino também entra nessa. Às vezes vivemos apaixonadas por um homem a vida inteira e conhecemos em dado momento uma mulher incrível, que nos faz mudar completamente. E o contrário também pode acontecer. Por isso, prefiro pensar na teoria mais simplista de todas: gostamos de pessoas. E quem vai determinar se gostamos mais de homem ou de mulher será aquela pessoa com quem iremos querer viver o resto de nossas vidas. Ou de repente a próxima pessoa por quem você irá se apaixonar.

Enquanto isso não acontece, não precisa se preocupar. Viva feliz sabendo que não há limites e nem preconceito na busca do verdadeiro amor.

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.