Uma menina bissexual me relatou outro dia que seria mais fácil ser heterossexual. Segundo ela, não seria preciso se preocupar com o preconceito e não haveria tanto esforço (considerando que os homens é que costumam investir nas mulheres e não precisamos nos preocupar “tanto” com o jogo da sedução). Além disso, não seria preciso passar por nenhum processo de aceitação, nem esconder por um tempo da família e dos amigos.

Parecemos rodeadas por um turbilhão de “problemas” quando assumimos a bissexualidade, não é? Pode até ser, visto que a nossa sociedade ainda é hipócrita e vive na (amarga) ilusão de achar que a atração por alguém do mesmo sexo é errada. Você ouvirá (e lerá) palavras odiosas contra homossexuais e bissexuais ainda por muito tempo, mesmo sabendo que isso não é errado. Mesmo tendo certeza de que você não está fazendo mal a ninguém.

Mas respondendo finalmente à pergunta: seria mais fácil ser heterossexual?  Para quem é, pode ser (e aposto que não é “tão fácil”, basta conversar com qualquer mulher casada ou que namora há muitos anos).

Na verdade seria apenas mais cômodo. E talvez mais chato, porque você nunca se deu o direito de experimentar algo que você sempre quis. Os calafrios que você sente quando chega perto de uma mulher ficarão reprimidos…talvez pra sempre. E a sensação do beijo homossexual será apenas uma fantasia.

Você pode achar mais fácil aparentemente ser heterossexual, mas no fundo você sabe que sempre faltará ter vivido ou sentido algo. É mais fácil sentir isso? Responda você mesma. Para mim não foi.