Antes de nos darmos tão bem, eu e minha namorada tivemos alguns desentendimentos. Por isso, se você está conhecendo alguma menina, fique tranquila, isso é absolutamente normal e no final é até melhor que essas coisas aconteçam no começo.

Quando nos conhecemos, estávamos em uma fase de curtição. Ela tinha acabado de terminar um longo namoro com uma mulher e eu também tinha terminado recentemente com um homem.

Sou uma pessoa muito desconfiada, então qualquer movimento diferente me deixava na dúvida sobre ela. Uma vez, ela disse que iria visitar a mãe de uma amiga que estava doente, em plena sexta-feira à noite. Hoje, sabendo quem ela é, acho perfeitamente normal. Mas naquela época, achei que era conversa. Decidi sair com as minhas amigas nesse dia e só nos falamos de madrugada, ainda emburradas uma com a outra.

Outra vez também cismei em ficar bravinha porque ela atrasou quase duas horas para o nosso encontro. O motivo é totalmente plausível: nós moramos em São Paulo e o trânsito estava caótico. Mas como eu não a conhecia direito, também achei que fosse mais uma desculpa, ou que ela estava fazendo alguma coisa mais interessante.

Sei que era uma bobagem, até algo infantil. Mas sabemos que, por mais maduras que sejamos, quando estamos no início de um relacionamento surgem várias dúvidas, neuras e por aí vai. Não sabemos às vezes como agir, o que fazer, como fazer, enfim. É uma loucura. Mas ao mesmo tempo é uma loucura boa, de novidade, de crescimento e de muita paixão.

Hoje penso como eu poderia imaginar todo esse tipo de coisa. Analisando o passado, nós não tínhamos motivos para enganar uma a outra. Desde que nos conhecemos, passamos a nos ver todos os finais de semana (sem exceção). E conversávamos todos os dias – por horas.

Mas a gente cisma, não é? Quando tudo está muito bom, sempre achamos que tem alguma coisa errada. Um mês se passou, começamos a namorar e passei a confiar nela totalmente. Depois de alguns meses passamos a nos ver todos os dias, porque moramos praticamente juntas (como já disse por aqui, só falta eu levar alguns objetivos pessoais).

Agora só temos aquelas briguinhas bobas, normais de todo o casal. No final, a gente conversa e tudo fica melhor. Bem melhor.

E vocês? Já tiveram ou estão tendo alguma dificuldade no relacionamento?

(Aliás, vejam como eu a conheci nesse post).

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.