Recebo diariamente relatos de pessoas que são expulsas de casa ou abandonam o parceiro do mesmo sexo por conta dos pais. A mão ou o pai dessas pessoas, geralmente receberam uma criação tradicional em que sempre reinou o preconceito sobre o assunto.

Eles fazem o bissexual ou o homossexual acreditarem que o que estão fazendo é errado. E os forçam a agirem do jeito deles. Eles esquecem que também tiveram seus desejos na vida e sabem que fariam de tudo para realizá–los. Muitos pais não querem ver o filho realmente feliz, eles querem escolher a melhor felicidade para ele.

Os pais não sabem o quanto seria importante aceitarem um filho bi ou homossexual. Esse comportamento pode mudar tudo na vida de uma pessoa. Proibições, expulsar de casa, xingamentos não são demonstrações de pais que querem realmente o bem para os seus filhos. Eles nem ao menos tentam entender esse sentimento. A reação de alguns a esse assunto é muito parecida com a de pais que descobrem o filho usando drogas. É uma grande decepção. Isso porque eles não entendem que isso não é errado, que isso faz bem e que só estamos respondendo aos nossos desejos mais sinceros.

A minha mãe é um exemplo para todos esses pais. Ela faz eu me sentir bem em relação a tudo isso. Esses dias, eu e minha namorada fizemos aniversário de namoro. No telefone com minha mãe, contei que estávamos indo a um restaurante para comemorar. Ela se emocionou, quase chorou. Disse que estava muito feliz por nós, que éramos um casal muito bonito e disse uma frase que nunca vou esquecer: “Não se incomode se os outros falarem de você, sempre procure ser feliz e não desista nunca disso.”

Acho que todos os pais deveriam concordar com ela.

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.