Tenho uma amiga que já beijou mulheres em momentos de farra. Várias vezes. Ela sempre disse que fazia isso quando estava bêbada ou só por brincadeira. Algumas dessas meninas ela beijou mais de uma vez. Mas nunca se envolveu seriamente com nenhuma delas.

“Eu não conseguiria namorar uma mulher. Seria muita complicação e não sinto atração”. Isso é o que ela sempre dizia, mas sempre desconfiei um pouco disso. Ela é uma das pessoas que conheço com a cabeça mais aberta. Por várias vezes perguntei a ela se sentia atração por mulheres e ela sempre negou, dizendo que era tudo brincadeira.

Mas eu não desistia, perguntava, perguntava e perguntava. Até que recentemente decidi não perguntar mais e afirmei: “Eu sei que você sente atração por mulheres, quase toda mulher sente”. Ela não negou dessa vez. Só me questionou: “Como você sabe?”. Respondi: “Eu simplesmente sei. Conversando com muita gente sobre o assunto, passei a entender algumas coisas”.

E foi assim que tive a confirmação do quanto as pessoas realmente têm preconceito com relação a esse assunto. Mesmo as pessoas com a cabeça mais aberta possível, como é o caso da minha amiga. As pessoas tentam demonstrar que não têm preconceito, mas no fundo elas têm sim.

Eu já fui assim e talvez ainda seja, de certa forma, pois não consigo ainda falar que namoro uma mulher (já há dois anos) para algumas pessoas.

Antes de namorá-la, eu não conseguia nem ao menos falar para uma amiga lésbica que eu também sentia atração por mulheres. E por qual motivo eu não conseguia falar, sabendo que ela me apoiaria em todos os sentidos? Porque se a gente conta isso pra alguém, somos obrigadas a admitir pra nós mesmas o que realmente sentimos. E isso é difícil. É um processo demorado, que muitas vezes demora pra acontecer. Às vezes é preciso muita insistência. Um empurrãozinho ou um baita choque (como receber o beijo de uma amiga). E mesmo assim, tem gente que nunca irá dizer. Uma pena.