AmorDe onde começa a surgir o interesse por uma pessoa do mesmo sexo? Há várias teorias. Vou contar a minha história e a de uma amiga para ver se você pode se encaixar em algum dos casos.

No meu caso, acho que sempre tive um interesse por mulheres, mas sempre dava um jeito de julgar que era uma mera fantasia.

Nunca me apaixonei por nenhuma amiga e nem morri de amores por nenhuma conhecida. Eu sentia vontade de beijar uma menina no metrô ou alguma mulher que inventava em meus sonhos. Lembro de flertar com algumas mulheres e quando os olhares ficavam mais frequentes, a minha coragem sumia e eu começava a desviar o olhar. Era impossível continuar. Era impossível viver aquela “aventura”. Para esquecer esse desejo, eu sempre começava a imaginar algum garoto por quem eu estava interessada e pronto. Tudo parecia “sumir” por algum tempo.

O fato de não me apaixonar por nenhuma dessas mulheres também “ajudava”. Elas não significavam nada emocionalmente pra mim e isso me fazia acreditar que tudo não passava apenas de uma curiosidade. Até o momento que eu me apaixonei por uma e decidi que queria namorará-la. Já faz mais de dois anos que estamos juntas.

Com a minha amiga foi bem diferente. Ela nunca imaginou se envolver com uma mulher. Não fantasiava, não as achava atraentes, nunca pensou em beijar, muito menos em namorar. Mas de repente, uma colega de trabalho começou a abordá-la e ela ficou interessada.

Essa única mulher conseguiu despertar um sentimento e um desejo que nenhuma outra conseguiu ou que talvez nem um homem tenha conseguido. Essa minha amiga sempre foi cabeça aberta, não tinha preconceito contra a homossexualidade. Ela de fato não gostava de mulher (ou nunca percebeu isso). Mas, essa colega de trabalho a fez ver o mundo de outra forma. Depois de algumas tentativas dela, aos poucos, a minha amiga começou a se interessar e resolveu sair com ela. Se apaixonou perdidamente.

Eu e minhas amigas duvidamos um pouco que esse relacionamento poderia ir adiante. É momentâneo, talvez seja só uma experimentação, pensamos. Mas não foi. O relacionamento ficou sério e elas começaram a namorar.

Esses dois exemplos ilustram um pouco como pode funcionar essa grande descoberta. Às vezes, sabemos que esse sentimento sempre esteve dentro de nós, mas preferimos escondê-lo por uma série de questões. Outras vezes, ele surge por meio de uma pessoa que nos envolve e nos atrai de uma forma surpreendente e inesperada. O segredo é: não fique assustada tentando descobrir se você é bissexual ou não. Essa parte é a menos importante. Descubra se essa pessoa por quem você está apaixonada vale mesmo a pena. E seja feliz.

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.