bissexualJá vi muitos homens tentarem fazer uma lésbica se apaixonar por eles. Ou ao contrário, meninas que são apaixonadas por gays e tentam “convertê-los”. É complicado. A gente não escolhe por quem se apaixona.

Alguns leitores me mandaram e-mails contando de casos como esses. É bem mais comum do que imaginamos. Nesses casos, vale investir na pessoa?

Não dá para dar uma resposta generalizada. Às vezes, se você percebe que na verdade o homossexual é bissexual, há obviamente grandes chances. De repente, nem a pessoa sabia que poderia se apaixonar por alguém do sexo oposto e você pode conseguir despertar isso nela ou nele.

Mas se a pessoa é realmente homossexual, não adianta tentar transformá-lá, encare isso. Seja amiga ou amigo dele. Sei que pode ser difícil, mas não adianta forçar a barra. É pior e no final quem vai sair machucado é você.

No início, você pode até conseguir um beijo ou algo mais, mas serão momentos pontuais. Às vezes, um homossexual que está carente se encanta momentaneamente por uma pessoa que dá carinho e atenção. Quem não gosta disso? Pode acontecer o contrário também.

Em contrapartida, nada é impossível. O amor, o desejo, a atração e tudo o que faz a gente se interessar por alguém são coisas muito difíceis de explicar. Apenas as duas pessoas irão saber a verdadeira resposta. Se for o seu caso, boa descoberta!