SONY DSCTenho uma amiga que conheço há anos. Ela sempre se considerou lésbica e seus namoros foram sempre com mulheres. As paixões de verão (e de todas as outras estações) também eram exclusividade da ala feminina. De vez em quando ela até beijava alguns homens, mas por pura diversão.

Ela sempre contou de um ex-namorado de infância. Dizia que eles eram muito amigos e ele era uma pessoa especial. Sempre que ele terminava o namoro, eles conversavam e às vezes ficavam. Mas nunca rolou sentimento, pelo menos da parte dela. Até agora.

Recentemente, ela disse que pela primeira vez na vida estava confusa. Mais uma vez o ex dela terminou o namoro e eles se viram. Também pela primeira vez ela contou a ele que gostava de mulher. Ele aceitou e disse que não via problema nenhum nisso. Essa confissão os fez se unirem ainda mais e saírem juntos até pra balada GLS.

Ele confidenciou a ela que ainda tinha sentimentos e acreditava que poderiam ficar juntos. Ela está confusa até agora e não sabe mais o que gosta e quem ela é. Depois que terminou esse namoro de infância, ela se descobriu lésbica e nunca imaginou que poderia voltar a se envolver com um homem.

Conversamos e disse que ela poderia ser bissexual. Ela respondeu que preferia não se rotular. Concordei, é mais fácil, apesar de saber que na prática acaba sendo bissexualidade mesmo.

Esse tipo de situação, em que uma lésbica se descobre bissexual é mais difícil acontecer, pelo menos de acordo com os relatos que costumo receber. Geralmente é ao contrário.

O mais interessante disso tudo é perceber que estamos em constante fase de transição. Nunca sabemos o que podemos sentir no futuro e muitas vezes nem sabemos direito o que sentimentos no presente. O mais importante é não reprimir esses desejos e vivê-los da melhor forma possível.

Conto pra vocês nos próximos posts o que aconteceu com minha amiga.

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.