Daniela MercuryA cantora Daniela Mercury assumiu nesta quarta-feira (03/04) seu relacionamento com a jornalista Malu Verçosa. A confissão oficial foi publicada na rede social Instagram. Os seguidores da página viram um mural de fotos das duas com a declaração “Malu agora é minha esposa, minha vida, minha inspiração pra cantar”.

No início deste ano, ela se separou do empresário Marco Scabia, com quem foi casada há três anos. Ela tem cinco filhos, três deles adotados.

No meu Facebook não se fala em outra coisa: “Que bafo, a Daniela Mercury é gay”, escreveu um dos meus contatos. Esses comentários inundaram a minha página nesta manhã e parei pra refletir. As pessoas ainda ficam espantadas com notícias como essas. No mundo em que vivemos hoje, essa notícia já deveria ser normal. Mas ainda não é.

Por sorte (ou por selecionar bem), as pessoas com quem mantenho contato no Facebook não são homofóbicas. Disseram palavras bonitas e parabenizaram a atitude da cantora. “Corajosa”, diziam alguns. E ela é mesmo. É preciso ter “coragem” pra fazer algo assim em uma sociedade preconceituosa e ignorante.

Daniela fez o que eu e muitas pessoas gostariam de fazer. Ela assumiu sem nenhuma crise. Eu consegui assumir para os mais íntimos, mas postar uma foto com a minha namorada no Facebook? Ainda não fui mulher pra isso. Por esse motivo, admiro a atitude de Daniela. Eu não tenho filhos, ela tem cinco. Eu não era casada antes de namorar uma mulher, e ela terminou recentemente um casamento. Eu estou longe de ser famosa, poucas pessoas iriam comentar. Logo Daniela, o Brasil inteiro parece estar comentando.

E provavelmente ela não está se importando. É dessa forma que precisamos pensar. Ela é a “verdadeira cara da sociedade”. Quantas outras celebridades não têm coragem de fazer o mesmo? E as pessoas à sua volta, quantas delas não conseguem assumir um relacionamento homossexual por medo de fofoca? Não culpo ninguém, afinal, eu também ainda não tive essa coragem. É difícil assumir. Mas essa notícia de hoje me fez pensar que as pessoas vão falar (muito) sobre isso e depois acabou. Você vai ser feliz e pronto. Ela me motivou a me livrar dessas amarras.

Daniela Mercury representa uma nova atitude, uma nova forma de ver a vida. Ela nos mostra que podemos sim casar com um homem e depois nos relacionarmos com uma mulher (e colocar aliança e tudo). “A cor dessa cidade sou eu” nunca fez tanto sentido.