ImaginaçãoQuem aos 12 anos não fantasiava muito? Um dos capítulos da minha imaginação era acreditar piamente que meninas e meninos mais velhos estavam interessados em mim. Não sei por qual motivo, mas achamos que somos “muito capazes” com essa idade (risos).

Nunca esqueço de um acampamento que fui com alguns colegas. Eu era uma das mais velhas do grupo de crianças e me considerava a mais madura, sem nenhuma modéstia. Enquanto as outras garotas brincavam, engatei uma conversa com uma das monitoras do acampamento. Em dado momento, comecei a ficar desconcertada. Aquela conversa mexeu comigo de alguma forma e eu não estava entendendo muito bem aquela situação. Só sabia que eu não queria sair dali por nada. Foi uma sensação muito interessante. Lembrar desse episódio com tanta clareza é prova disso.

O pior foi eu pensar que ela estava interessada. Eu nem sabia o que eu estava sentindo, mas imaginei que ela queria ficar conversando comigo por ter me achado bonita ou por se sentir atraída. Hoje lembro disso e dou risada. Obviamente eu estava completamente equivocada. Ela devia ter uns 20 anos e, claro, só estava sendo simpática.

Ao longo dos anos, vamos tentando melhorar essa percepção de sinais. Mas em muito momentos ela continua sendo falha. Na maioria das vezes, nunca temos certeza se aquela mulher ou aquele cara estão mesmo interessados. Por que será que ela olha tanto? Ela me elogiar, dizer que sou bonita, significa alguma coisa?

Recebo muitos e-mails com esse tipo de dúvida. Mulheres apaixonadas por suas amigas que deram indícios de interesse. Algumas atitudes são até bem indiscretas e praticamente declaram uma verdadeira atração.

Mas o medo surge e pensamos: será que não é coisa da minha cabeça? Como descobrir se tudo não passa de uma fantasia? Respondo que é muito difícil mesmo. Se você não tentar falar sobre o assunto, escrever uma carta, um e-mail, talvez você nunca saiba. Isso já aconteceu comigo. Quantas pessoas julguei estarem interessadas e nunca descobri se era apenas mais um dos meus capítulos da imaginação? Nunca perguntei, nem escrevi, nem fiz nada. Fiquei mesmo sem saber.

Mas há pessoas que tiveram coragem para levar uma troca de olhares e carinhos adiante. Muitas leitoras relatam que tiveram sucesso nessa empreitada. A pessoa não conseguia dizer por medo e quando ouviu a declaração de amor, também se entregou. E a vida dessas pessoas realmente se transformou.

Há outros casos, no entanto, de insucesso. Uma das leitoras conta que durante muito tempo uma amiga muito querida se insinuou, fez brincadeiras e trocou olhares. Elas chegaram a se beijar, mas nada além disso. Quando a amiga tentou algo a mais e ela negou, foi chamada de medrosa. Anos depois, a leitora não aguentou e decidiu confessar o seu sentimento por essa amiga (sim, a que a chamou de medrosa). A resposta foi decepcionante. Ela disse que nunca havia se interessado por nenhuma mulher e aquela confissão poderia afetar a amizade delas. A leitora não entendeu nada, nem eu. Difícil interpretar essa situação, algumas coisas ficam melhor mesmo na imaginação.

Se você já não se aguenta e quer tirar essa dúvida, espero que a sua realidade seja diferente.

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.