Conheço muitas pessoas que afirmavam com convicção a heterossexualidade. “Não tenho nenhum preconceito, mas não sinto nenhuma atração por pessoas do mesmo sexo”. E ponto.

Acontece que muitas dessas pessoas “mudaram de ideia” ao longo do tempo. Uma amiga passou a namorar com outra mulher. Outra disse que estava começando a pensar no assunto – algumas mulheres começaram a atraí-la pelo estilo ou pelas atitudes.

Acredito que muitas pessoas demoram a entender a sexualidade. Talvez elas nunca, de fato, tenham pensado nisso, mas de repente surge alguém que muda o olhar.

Alguns psicólogos costumam dizer que a bissexualidade gera confusão e que a pessoa precisa escolher um lado. Outros, segundo relatos de leitores, dizem que ela não existe.

Ao mesmo tempo, uma das principais referências desses profissionais, o aclamado Freud, transita sobre o assunto de uma forma bem interessante.

Segundo o pai da psicanálise, todos os seres humanos são bissexuais. Essas análises podem ser vistas nas Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud.

Os estudos de Freud refletem o que tenho lido e ouvido sobre as pessoas. Acredito que nem todos são bissexuais – mas nada impede que um dia elas possam descobrir essa possibilidade.

Aconteceu com vocês? Vocês julgavam que eram heterossexuais e descobriram a atração pelo mesmo sexo mais tardiamente?