Bobby não queria abrir os olhos. Estava vivendo um pesadelo. Sua família era extremamente religiosa e homofóbica. Como contar a eles que era gay? Ele não queria ser gay, não queria perder o carinho da mãe. Engatou namoros com algumas mulheres, mas não sentia nada, estava vazio. Sofria calado, ouvindo seus pais agredirem gays verbalmente. “Eles nunca me entenderiam…”, dizia para si mesmo.

Em um momento de grande aflição, Bobby confidenciou tudo ao irmão. O irmão, tentando ajudar, contou para a mãe. Foi então que a vida de Bobby se tornou um grande tormento. Interpretações de passagens da Bíblia, momentos de desespero e um desfecho emocionante fazem parte da trama “Orações para Bobby”, indicado gentilmente por uma leitora.

O filme retrata muito bem o que muitos gays passam com suas famílias e como muitos pais costumam lidar com esse tipo de situação. O drama é uma lição de vida que pode mudar a visão de mundo de muitas pessoas. É altamente recomendado para pais com filhos gays e pessoas que acabaram de descobrir a sexualidade. Infelizmente, é muito difícil achar bons filmes com temática gay, o que faz dessa película uma obra rara. O melhor de tudo? É baseado em fatos reais.