TeatroDescobrir o desejo por pessoas do mesmo sexo pode ser complexo. Invejo gays, lésbicas e bissexuais que afirmam ter levado essa questão sem crises e traumas. Falam no trabalho sobre sexualidade, andam de mãos dadas nas ruas, se beijam em restaurantes.

Quem não conseguiu alcançar a naturalidade dessa situação, provavelmente esbarrou na fase da negação. Elencarei a seguir alguns pensamentos de quem passa por esse tipo de fase. E quem puder, por favor, dê mais recheio a essa lista.

1) Falar muito do sexo oposto
A ficha caiu e a menina acabou de ter certeza que gosta de mulher. Ela entra em desespero e começa a querer tentar provar que sente muita atração por homens. Você a verá falar do sexo oposto a todo momento. O cara bonito que passou na esquina, a barba por fazer do colega de trabalho. Qualquer homem vira assunto. Mas quando ela chega em casa, o pensamento é outro…aliás, nem precisa chegar em casa.

2) Citar ex-namorados (ou ex-maridos) em várias conversas
Para bissexuais, essa é uma estratégia recorrente. Ela quer mostrar que já namorou (muitos) homens para provar a sua suposta heterossexualidade. Então não para de contar as milhares de situações passadas com os seus ex, afinal, ela precisa mostrar que já teve relacionamentos desse tipo.

3) Ficar mais feminina
Ah, o senso comum. Ele sempre nos engana. Muita gente pensa que uma menina ao se descobrir bi ou homossexual logo coloca um bermudão e boné. Em muitos casos acontece exatamente o contrário. Algumas fazem isso para agradar a mulher por quem estão apaixonadas. Outras ainda estão na fase da negação, querem mostrar o quão femininas são. Elas acreditam que uma paixão lésbica as deixam “menos” mulheres, portanto investir no visual passa a ser uma necessidade.

4) Namorar ou casar
Há muitas que partem para a ação. Não ficam falando de ex, nem comentando de homens. Elas simplesmente decidem que terão relações com eles para tentar esquecer uma paixão lésbica. Há quem namore por anos. Outras até se casam. Vivem infelizes por toda a vida, apenas para agradar a família ou a sociedade. Felizmente, nem todas passam por esse processo de negação, que pode durar uma vida inteira. Quem decide por isso, talvez nunca encoste os lábios em outra mulher por medo ou preconceito de si própria.

Obviamente, esses tópicos se encaixam perfeitamente na versão masculina. Recebo sempre e-mails de muitos homens gays e bissexuais dizendo ter essas mesmas atitudes. Sei o quanto é difícil passar pela fase de negação. Acredito ser um reflexo do nosso próprio preconceito, que por vezes é muito maior do que o das pessoas à nossa volta.

Passar por essas etapas o mais rápido possível é conseguir avançar no processo de amadurecimento da sexualidade. É enxergar que todo esse teatro que criamos é apenas para esperar palmas de uma plateia que provavelmente nem mereça esse show. A quem realmente precisamos agradar?

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.