Você não vai dispensar a sua mulher. Desta vez, ela vai dispensar você.

Essas foram as duas frases que me chamaram atenção no último comercial da Heineken. Para quem ainda não viu, a propaganda “faz analogias a situações corriqueiras no relacionamento de alguns casais” (declaração oficial da cervejaria à imprensa).

E a qual situação a companhia se refere? A mulher que “atrapalha” o marido e não o deixa ver o jogo de futebol na sala com os amigos. Qual foi a solução da Heineken para resolver o problema: fazer uma liquidação de sapatos no mesmo horário do final da Liga dos Campeões.

Não vou entrar no discurso feminista, se era isso que vocês esperavam. A Heineken não é a primeira cervejaria que declara abertamente o seu público-alvo. E as mulheres gostosas dos outros comerciais rodeadas de homens? Mulher, cerveja e futebol, não é esse o lema?

O que mudou? Ficou mais criativo. A loira gelada foi substituída por uma liquidação de sapatos.  A Heineken apenas reforçou o seu posicionamento. Ela não quer convidar as mulheres para sentar na sala e também tomar uma cerveja – revejam a propaganda e reparem quando a empresa convida os homens a abrir uma Heineken. As mulheres foram dispensadas.

Os meus amigos amaram a propaganda. Sim, a companhia conseguiu atingir o público-alvo. Eu não gostei, porque não sou esse público (também não sou louca por sapatos). E não quer dizer que estou usando um discurso feminista, apesar de ser feminista com prazer. Simplesmente não sou o foco do comercial. Ponto.

Sim, Heineken, você acertou. Dessa vez nós vamos dispensar você mesmo. Digo, eu e minha esposa. Lá em casa não haverá nenhum homem na sala tomando Heineken.

Sabe o que a gente vai tomar nos jogos da Copa? Dá uma olhada:

The page you were looking for doesn't exist (404)

404!

The page you were looking for doesn't exist.

You may have mistyped the address or the page may have moved.