Apenas aos 25 anos comecei a me relacionar com uma mulher. Antes disso, era apenas fantasia, imaginação. Ficava no sonho. E sonhar com uma mulher era imaginar o beijo. Apenas isso. Quando eu me via com uma mulher, tudo se restringia a encostar os meus lábios nos dela.

Não conseguia visualizar a cena do ato sexual. Eu nem sabia se o ato realmente me agradaria. Se eu tinha dúvidas de que gostava de mulher? Não, eu não tinha. Só tinha medo. Medo de concretizar esse desejo e perceber que eu poderia me sentir plena ao lado do sexo feminino.

sexo-lesbico-cristobal

Muitas mulheres apresentam essa dúvida. Não fantasiam o sexo lésbico, logo se questionam se gostam mesmo de mulher. A resposta não será a partir disto. Eu não imaginava o sexo lésbico e já me relaciono com mulheres há quase seis anos.

Muitas lésbicas não veem pornôs com duas mulheres. Os motivos são os mais variados e eles vão desde a indústria pornográfica heteronormativa até o simples fato de não curtir ver a cena.

A simulação do beijo traz algo de mais carinhoso, romântico e idealizado. É o que as mulheres geralmente almejam, apesar do desejo sexual obviamente estar envolvido. Quando muitas mulheres começam a imaginar o sexo lésbico? Quando já o fizeram. E assim descobrem que grande parte da indústria pornográfica – e também de filmes “não adultos” – não faz a mínima ideia do que seja o envolvimento entre duas mulheres.

E mesmo as que nunca viram um filme pornográfico e não baseiam suas fantasias nas telas, podem ficar surpreendidas ao descobrirem do que realmente se trata o sexo lésbico.